06 fevereiro, 2008

EU PAREI DE FUMAR.




Sou viciada em nicotina desde o ventre de minha mãe. Já que, naquela época ela não conhecia os males do cigarro, ela fumou muito durante a gestação e amamentação. Desde pequena eu via meus pais fumarem, o tempo todo.

Logicamente, fumar era natural para mim. Comecei a fumar aos 15 anos de idade, sem saber porquê. Só que, pouquíssimo tempo depois, não interessava mais os motivos de fumar, eu já estava viciada pela nicotina. E assim se seguiram por incríveis 10 anos. Sempre com um cigarro na mão! Sempre o cheiro horrível do cigarro! Sempre fumando! O tempo todo, e em qualquer lugar... E que não me viessem falar dos males do cigarro, porque eu não estava a fim de lição de moral. Puxa, como as pessoas que gostam de mim aturaram o cigarro...
Em 1999, no dia 12/06, eu parei de fumar. Por insistência do meu marido que não fumava mais. E fiquei assim por uns bons anos! Em 2004 fumei um dia, de bobeira. Achei que não fumaria mais...
Em setembro de 2005, me esquecendo que um viciado em nicotina nunca deixa de ser viciado, de bobeira peguei um cigarro de uma cliente e fumei com ela. Pronto! Voltei a fumar. Fumava quase um maço de cigarro por dia. Nem na gravidez da minha filha eu consegui parar de fumar. Tentei, vomitava a bílis e emagreci 03 quilos em 02 semanas, e mais 02 kg em uma semana só. Continuei com o cigarro, e por um bom tempo.
Só que eu não mais me sentia bem fumando, fiz terapia, mas não conseguia parar de fumar. Era muito triste! Eu não suportava mais o cigarro, mas a dependência não me fazia ficar sem!
Quando eu ia para o encontro de mães, eu não fumava. Ficava muitas horas sem fumar, e isso me animava a parar. Eu tinha muita vergonha de fumar. Vários amigos não sabiam que eu tinha voltado. Coisa de viciado mesmo, que tem vergonha de se drogar.
O João voltou a fumar tb no final de 2006. Mas no feriado de 15 de novembro de 2007 ele parou. Mas eu não consegui parar. Até entrei numa comunidade no orkut, mas deixei de aparecer por lá pela vergonha de não ter conseguido.
Comecei a freqüentar um curso antitabagismo na federação espírita todo sábado de tarde (das 15:30hs as 16:30hs), e levar a sério. Puxa, foi aí que a ficha caiu!
A dificuldade com o cigarro é que ela é uma droga socialmente ativa, se compra em qualquer lugar, e as conseqüências aparecem a longo prazo e não são visíveis... Ninguém fica doidão com o cigarro. Nenhum amigo meu ou parente quis me internar porque eu fumo! Certamente, me internariam se eu usasse cocaína e/ou crack...
E por isso o cigarro é um vício muito difícil, silencioso, aceito. A nicotina é uma das drogas mais difíceis de largar (Segundo a médica que deu a palestra), porque, além da dependência química, há a dependência psicológica, a fissura constante, mas é aceita socialmente!!
Dizer que todo fumante sabe o mal que faz o cigarro e mesmo assim continua fumando porque quer, não é verdade!! Eu tinha uma vaga noção do mal que o cigarro faz. Sabia pelas propagandas, por algumas fotos, mas a gente acha que nunca vai acontecer com a gente! E acontece sim.
O que me desestabilizou (graças a Deus) foi a palestra de um químico há duas semanas. Ele dizia que o fumante não sabia o que tinha nas mais de 4.300 substâncias cancerígenas do cigarro, porque se soubesse, pararia. Ele tinha razão! Eu não sabia que ingeria gás lacrimogênio cada vez que eu tragava; não sabia que eu ingeria benzopireno; não sabia que eu ingeria amônia; não sabia que ingeria gás butano; não sabia que eu ingeria a mesma substância do piche que faz o asfalto e o que isso era o chamado alcatrão!! Caramba! Tem piche no meu pulmão.
O fumante não vê a substância química! Não sente a tortura, e não observa que a boca e a garganta queimam a cada tragada. Na minha última semana de fumante ativa eu percebia que a cada tragada queimar meu céu da boca.
Gente é uma tortura queimar o céu da boca!!! Como é possível queimá-lo e à garganta também aos pouquinhos, sem sequer notar??? Só mesmo sendo viciado, toxicômano!
Toxicômano: é o que todo fumante é!!! E É UMA PENA QUE A SOCIEDADE NÃO TRATA O FUMANTE COMO TOXICÔMANO! É UMA PENA QUE O FUMANTE NÃO CONSEGUE PERCEBER QUE É TÃO DROGADO QUANTO UM VICIADO EM COCAÍNA, OU QUALQUER OUTRA DROGA! É DROGA IGUAL. E PRECISA SE TRATAR IGUAL...
Eu marquei data para parar. Dia 01/02/08. E me internei. Afinal, é bom que todo drogado se interne e se desintoxique. Dia 01/02/08 eu fumei meu último cigarro ás 20:00h antes de chegar no Spa Mãe Natureza (www.spamaenatureza.com.br) . Lá não é uma clínica de reabilitação, mas é um local de meditação, exercícios, fonte natural de água, cristais, terapias, comida vegetariana e um lugar onde, Por amor, ninguém fuma. Pedi ajuda ao Oscar, disse que estava deixando de fumar e tive todo o apoio do grupo.
Meu marido foi comigo. Abriu mão de seu feriado, foi meu companheiro, cuidou da Sofia e segurou minha mão cada vez que a vontade mais forte vinha. E lá no spa, eu podia ter vontade à vontade, porque ali não existia cigarro, e não tinha nenhum comércio por perto para comprar cigarro. Então, eu tinha meu companheiro do lado. E me lembrava que só naquele dia eu não ia fumar.
E comemorava com o grupo cada 12 horas sem fumar, sem a nicotina, sem o alcatrão, sem o butano, sem o benzopireno... Tivemos uma caminhada para o Morro da Vitória, subida íngreme na mata, onde suei muito. Já não fumava tinha 02 dias, mas o meu suor e minhas roupas ainda cheiravam as substâncias do cigarro. E estou me desintoxicando.
As primeiras 72 horas são as mais difíceis quimicamente, e eu passei bem. Muita força de vontade, alimentação adequada, exercícios, e muito, muito amor e companheirismo.
Com o João eu não me senti só. E com a Sofia eu me sentia obrigada dar fim nesse vício que começou na minha mãe, mas que eu acredito que parará em mim: não irá nem para a Marina e nem para a Sofia.
Hoje já é o meu 5º dia sem fumar! E espero passar o resto da minha vida sem cigarro. Parar de fumar requer mudar hábitos alimentares, incluir exercícios, beber muito líquido. 10 anos sem fumar são suficientes para o que o ex-fumante ativo volte a ter os órgãos como se nunca tivesse fumado. Nós temos uma segunda chance.
Não estou contando vitória sobre o cigarro, apenas preciso deixar público o meu depoimento, no meu blog, para os meus amigos e pessoas que gosto, para que eu não volte a fumar. Para que todos saibam que eu parei e que, se ficar tentada, eu tenha tanta vergonha que me impeça de colocar essa droga mais uma vez em minha boca; e para que, se algum de vocês me verem fumando novamente, me tratem sim como drogado, mas que tenham amor no coração para me ajudar nessa luta contra o tabagismo.
Porque são existe ex-fumante. Na minha concepção o viciado em cigarro será assim pelo resto da vida, é preciso afirmar a cada dia que não se é mais um fumante ativo.
Todos os dias. Um passo de cada vez!!
EU PAREI DE FUMAR E FOI A MELHOR DECISÃO QUE TOMEI PARA O MEU FUTURO. POR AMOR.
POR MIM.
PELO MEU COMPANHEIRO.
PELOS MEUS FILHOS.
PELA MINHA VIDA.
É A MINHA VITÓRIA!!!

Ana Lúcia Keunecke
ex-fumante ativa desde 01/02/08

12 comentários:

ana b. disse...

posso linkar esse post lá no meu blog?
bjs
a.

Anônimo disse...

Puxa Ana, amei o seu relato fiquei super emocionada e me identifiquei muito com a sua luta, eu sou ex-fumante e já tive muitas recaídas no meu processo de parada. A verdade é essa, cantar vitória sobre o cigarro é perigoso, precisamos estar sempre alertas, decididas e vivendo um dia de cada vez. Nós temos um blog lá na ACT blog.actbr.org.br dedicado a ajudar as pessoas que querem parar de fumar, passa lá para participar e ajudar mais pessoas.
Grande beijo,
Paula

Vinho disse...

Ana,

Parabéns pela sua decisão, realmente parar de fumar é um dos maiores desafios da nossa vida, prefiro pensar que um dia de cada vez e no final do dia me sentir um vencedor de ter terminado mais um dia sem fumar.
Tenho um menino de 5 anos, que esta sendo minha maior fonte de insperação, acredito que sua princesinha agora o seja.
Abraços.

Artemus disse...

Ana Lucia, parou mesmo! Com um bebê lindo desses pra criar, é claro que logo, logo, você vai voltar aos bons tempos de abstinência. Fique firme, coloque "a faca no dente", como recomendo a quem está (re)começando e estabeleça suas metas. A primeira delas você já está ultrapassando, a fatídica primeira semana. Depois disso, pra mim, foi o primeiro mês. Em seguida, o primeiro trimestre. E assim por diante. Um dia atrás do outro. Grande abraço, força.

Silvia Kalfoglou disse...

Aninha,
desde que nos conhecemos (e olha que faz muitos anos), sempre soube que vc é uma pessoa de fibra, quando decide algo vai a fundo e até o fim.
Parabéns por mais esta decisão inteligente! Que Deus te abençoe nesta jornada de "não tabagismo" e que os anjos de boca-mole (como diz uma amiga) digam, ou melhor berrem aos quatro ventos: "AMÉM!!!"
PARABÉNS!!!

Priscilla disse...

Oi ANa, já tinha lido seu depoimento no dia em q me mandou o e-mail. Fiquei muito feliz por essa sua sábia decisão, até mandei o texto p/ uma amiga q ia fazer um programa de rádio sobre tabagismo que tê-lo como referência.
Um beijo e parabéns, força p/ continuar firme contra seu vício.

Pri

Roselene disse...

Querida! Muito tocante tua decisão. E eu nem sabia que vc fumou um dia! Meu marido parou de fumar já há quase 7 anos. Antes de parar, ele pensava que fumava escondido. Eu dizia, claro q vc fumou. E ele achando q atrás do chiclete eu não veria nada, q nem criança brincando de "kd o bb??". Até a Isabela nascer. Ele disse, não vou fumar mais. E não fumou. Que nem vc. Vcs estão de parabéns. E "nosotros", muito felizes. Beijos :)

Roberto Silveira disse...

Em primeiro lugar, meus cumprimentos pela bela decisão. A luta é difícil, é constante, é dura, mas dá para vencer. Inda mais uma pessoa como você que tem tantos motivos bonitos para manter a luta sem esmorecer. Tenha em mente que não é necessário ser super-herói para vencer esse vício maldito. Basta ser gente, e ter plena consciência disso.
Parei de fumar no dia 12 de fevereiro de 2008. Há sete dias portanto. Não me considero uma pessoa que está parando de fumar, mas um não fumante convicto. Da mesma forma que você teve o apoio do seu João, eu estou tendo o apoio firme da minha querida Ana. Vamos vencer, com certeza, se Deus (e nós) quiser.
Força. Um abraço.

Roberto Silveira (sambura2006)

Rose disse...

Oi miga!
pois é, chato sair de casa, né? ter filho adolescente é uma barra, mas não te grile não com esse tipo de problema, é como tesão, querida: dá e passa! rrrs ontem a minha filha entrou maus e foi direto pro quarto dela. senti que o mal dela era fumo. então eu falei prá ela "filhinha, fume mas não durma. se já acabou do bom , então fume tabaco mas só não durma tá?" aí ela falou "mãe, num acabou não, ainda tem, quer?" aí eu fiquei na maior dúvida do tipo quero ou não quero? rrsss a bacurinha falou mais forte e eu fiz que fui e não fui mas acabei fondo... na maior. rrrss

bjjões!!!

Anônimo disse...

OLÁ BOM DIA !
É COM MUITA FELICIDADE QUE NESTE MÊS COMPLETEI UM ANO E UM MÊS SEM FUMAR !
FUMEI DURANTE 24 ANOS , JÁ ESTAVA FUMANDO UM MAÇO DE CIGARROS POR DIA .
MAS , RESOLVI PARAR DE FUMAR POR AMOR !
E PROMETI QUE NUNCA MAIS IRIA FUMAR EM NOME DO AMOR !
E AQUI ESTOU !
NÃO CONQUISTEI O AMOR DA MINHA VIDA , MAS CONQUISTEI ALGO MARAVILHOSO , ME LIVREI DESSE VÍCIO !
NADA É POR ACASO .
AMOR FAZ MILAGRES !!!

Sinepinho disse...

Querida colega.
Hoje, dia 26 de fevereiro de 2009, emocionei-me ao ler seu depoimento, sentindo o que passou e espero que tenha conseguido ficar longe do cigarro.
Eu tambem resolvi parar de fumar e foi postando no google que achei seu depoimento.
Fazem 6 dias que deixei de ser fumante ativo, e espero conseguir largar este vicio horrivel.
Deixo aqui meus sinceros cumprimentos e mais uma vez parabens
Sou Rodrigo, moro em Uberaba-MG e meu email é rodrigosilper@hotmail.com
se tiver algum comentário ou video para incentivar a ficar longe do cigarro agadeceria!

Anônimo disse...

hola,ANA! parabens! eu tbem parei de fumar,faz um ano e dois meses.fumava quase dois maços por dia.deixei sem algum remedio, so na vontade mesmo.no inicio foi dificil,mas depois de dez dias, agente começa a notar tudo melhorar.pena que eu nao larguei antes,mas tudo bem,antes tarde do que nunca,valeu!